Warning: Division by zero in /home/ft8co671/public_html/templates/ajt005_j30/functions.php on line 31

Quantas Vezes sem Juros?

Imprimir
Categoria: Assuntos variados Escrito por FT8 - O Canal 8 de notícias.
Bookmark and Share

Se esta é a pergunta que você faz quando realiza as suas compras, cuidado! Aquela pequena parcela pode afundar o seu orçamento.

A cultura do parcelamento é muito presente entre os consumidores brasileiros. Apesar de ser uma boa ferramenta em momentos pontuais, muitas pessoas acabam perdendo o controle da situação e se endividando além da conta.

Segundo pesquisa nacional da Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomercio-RJ) 46% dos brasileiros pagaram algum tipo de parcelamento no segundo trimestre de 2013. De acordo com o estudo, feito em parceria com a Ipsos, esse é o maior percentual desde o início do levantamento, em 2009. 

 

Entre os tipos de parcelamento, o mais comum (54%) é o de carnês, seguido por cartões de crédito (37%), empréstimos bancários (8%), empréstimos em financeiras (6%) e empréstimos habitacionais (4%). Entre os motivos para o parcelamento, os mais citados são a compra de eletrodomésticos (26%), de artigos de vestuário (22%), de eletrônicos (17%) e de veículos (16%).

 

Segundo Wilson Justo, diretor de Marketing e Relacionamento com o Cliente da Sorocred, as pessoas devem ter mais cuidado na hora de parcelar. “Pesquisar é sempre a primeira coisa a ser feita. Analise os produtos que for comprar e avalie se o parcelamento é a melhor opção. Não é só pensar se a parcela cabe no bolso, mas ter um olhar amplo sobre as suas finanças, sem se esquecer das principais contas, despesas fixas e outros valores já parcelados”, alerta.

 

Para o executivo, as famílias devem estabelecer um limite para o parcelamento.  “Parcelar muitas coisas ao mesmo tempo é perigoso. As pessoas perdem o controle e comprometem muito o orçamento familiar com aquisições que, na maioria das vezes, são realizadas por impulso”, ressalta Justo.

 

Nos últimos três meses, 52% dos brasileiros fizeram alguma compra por impulso, de acordo com um estudo do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) divulgado este mês. Descontos e promoções são o principal motivo das compras por impulso, e foram mencionados por 50% dos entrevistados. Apenas 2% dos consumidores dizem ter sido vítimas da própria ansiedade no ato da compra, e cerca de 1% afirmam terem sido influenciados por campanhas publicitárias.

 

O controle emocional também é importante para não se deixar levar pelos apelos de consumo. “Os vendedores, as propagandas, tudo é feito para encorajar a compra a prazo, mas o consumidor deve se precaver e, inclusive, checar se o preço das parcelas está realmente sem juros”, alerta Justo.

 

Para Justo não precisamos evitar todos os parcelamentos, mas o cuidado é essencial.  Juntar capital para comprar um carro, por exemplo, é mais difícil e leva tempo. Nesse caso, conseguimos usar o parcelamento como um aliado na conquista de bens com valores maiores. “É importante fazer um diagnóstico e avaliar quando o parcelamento deve ser utilizado. O ideal é sempre economizar por um tempo e comprar à vista depois, mas isso ainda não está presente na cultura financeira da maioria da população ”, completa o executivo.

 

DICA DO WILSON

“As pessoas pensam que a única forma de adquirir coisas é parcelando em várias vezes, e isso não é verdade. Com planejamento e controle financeiro é possível comprar à vista e, principalmente, fazer compras mais responsáveis, que você não se arrependa depois” (Wilson Justo). 

 

 

Sobre a Sorocred

Fundada em 1990, a Sorocred é especializada em produtos e serviços voltados para a nova classe média brasileira. São mais de 30 modalidades entre cartões, linhas de crédito, investimentos e seguros.

Saiba mais contatando a nossa central de relacionamento pelo telefone 0800 55 55 15 (24 horas por dia, 7 dias por semana) ou no site www.sorocred.com.br.