Temperaturas mais baixas e tempo seco exigem atenção redobrada à pele

Bookmark and Share

Atualmente, vivenciamos um clima instável. Faz frio de manhã, o sol aparece e faz calor a tarde e a noite as temperaturas voltam a abaixar.

E essa instabilidade pode ser nociva à pele. Neste contexto, alguns cuidados são essenciais para manter a pele saudável e hidratada, evitando problemas futuros, como infecções, devido a coceira e as lesões na pele. O inverno se inicia no dia 21 de junho e com a nova estação também aparecem os problemas de pele. “As dermatites são os problemas de pele mais comuns nesta época, por conta do ressecamento do tempo. As pessoas aumentam a temperatura do chuveiro, prolongam o banho e pulam a parte do hidratante e  com isso, a pele vai ressecando, coçando e ferindo”,  afirma a dermatologista Juliana Gumieiro. E a água quente resseca tanto a pele quanto o cabelo. “Ela leva a gordura natural que temos na pele e nos fios. Por isso, a recomendação é que as pessoas encurtem os banhos; não usem a bucha, pois ela piora o ressecamento da pele; optem por sabonetes mais suaves, como o de bebê ou neutro, que agridem menos a pele, além de sempre passar o hidratante logo após o banho, para manter a hidratação perdida. Em casos mais graves, podemos receitar um hidratante oral”, explica. Para os lábios também é recomendado uma hidratação específica. Deve-se usar filtro solar labial, pois o frio também resseca a boca,  associado a manteiga de cacau e/ou um hidratante específico para os lábios, para evitar rachaduras, que de acordo com a médica, podem predispor à herpes e outras infecções mais graves.

E o protetor  solar? Mesmo com o tempo nublado e o sol em menos evidência as recomendações relativas a proteção solar não se alteram no inverno. “As mesmas recomendações do verão são indicadas  para o inverno. A radiação ultra violeta não é visível, então o fator de proteção solar tem que ser alto tanto no verão, quanto no inverno. O indicado é o fator de 30 para cima. Pois, dependendo da quantidade que as pessoas passam, acaba não alcançando o fator 30, então, indicamos um maior, como o 50, tanto no verão quanto no inverno. Além disso, é importante observar no protetor solar se ele tem proteção UVA e UVB”, explica a dermatologista. A reposição do protetor deve ser feita a cada três horas e no caso das mulheres, mesmo que a base tenha proteção solar, é recomendado associar ao protetor. “Geralmente recomendamos passar o filtro solar antes da maquiagem. Hoje existem algumas maquiagens no mercado com proteção solar, mas, muitas vezes não contam com proteção dupla, contra  UVA e UVB. Mesmo com a base é recomendado primeiro o protetor solar e depois a base”, conta.

E para manter a pele sempre bonita o ano todo, Juliana Gumieiro recomenda: “Hidrate, mantenha uma alimentação balanceada, coma bastante verduras e legumes, além de beber bastante líquido para promover a hidratação de dentro para fora”.

Tags: Saúde