Ouvir música em alto volume faz mal aos ouvidos!

Bookmark and Share

Fones aumentam índice de perda auditiva entre os jovens.

Observe nas ruas, nos ônibus, na academia. É muita gente com fones no ouvido escutando música, não? Até ai tudo bem, a música é parte essencial de nossa vida, relaxa e faz o tempo passar mais rápido. O problema não está na música e, sim, no volume da melodia que entra por nossos ouvidos.

Qualquer som muito elevado, por tempo prolongado – pode ser um barulho indesejável ou a sua música preferida muito alta, com ou sem fone de ouvido –  gera uma energia sonora que, quando intensa e contínua, lesa a delicada estrutura anatômica auditiva. O resultado é que pode surgir um zumbido desagradável e/ou perda auditiva progressiva e, o que é pior, irreversível. E isso pode acontecer em qualquer idade, inclusive entre os jovens.

A febre do fone de ouvido vem ocasionando uma triste estatística: é cada vez maior o número de jovens com problemas de audição. A fonoaudióloga Isabela Carvalho, da Telex Soluções Auditivas, alerta:. "A grande preocupação é que a 'Perda Auditiva Induzida por Níveis de Pressão Sonora Elevados' (PAINPSE) tem efeito cumulativo. Dependendo da frequência, do tempo de exposição ao som elevado e da predisposição, o indivíduo pode sofrer danos auditivos cada vez mais severos, de forma contínua e elevada ao longo da vida", explica.

Não só os fones de ouvido, mas também as boates, muito frequentadas por jovens, são um perigo em potencial. Evite ouvir música muito alta dentro de casa ou do carro e modere o volume nos fones de ouvido. 

De acordo com a especialista, um pequeno problema na audição já é um sinal de alerta. "Quanto maior a frequência a ambientes barulhentos, maiores os riscos. Além disso, na medida em que o volume da música passa dos 100 decibéis, aumenta o risco de uma possível lesão na cóclea - órgão dentro do ouvido responsável pela audição. Nesses casos, o tempo de exposição não deve passar de 30 minutos", explica a fonoaudióloga da Telex. 

Frequências de 80 a 90 decibéis já começam a prejudicar a audição. No entanto, vivemos em cidades com muitos ruídos, de obras, trânsito, buzinas, metalúrgicas e ainda a música alta direto nos fones de ouvido. São fatores que, em conjunto, podem ser prejudiciais à audição", conclui a fonoaudióloga da Telex.

Um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) alerta que 360 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de perda auditiva. A entidade considera que a perda de audição relacionada ao ruído musical é a segunda maior causa de surdez no mundo. 

Portanto, fique atento ao volume de som a que você expõe seus ouvidos. A perda de audição é irreversível. E depois, para resgatar o prazer de ouvir todo tipo de som, só usando aparelhos auditivos. A boa notícia é que, graças aos avanços da tecnologia, os aparelhos auditivos hoje são minúsculos, como os da Telex, que se acomodam discretamente no ouvido, preservando a vaidade de quem precisa deles para ouvir novas canções pela vida afora.

Fique alerta se você

* Coloca a TV ou o rádio em volume mais alto do que as outras pessoas de seu círculo familiar

* Tem dificuldade em entender conversas com ruídos ao fundo

* Tem dificuldades em acompanhar conversas em grupo

* Sempre pede aos outros para repetirem o que estão falando

* Tem amigos ou familiares que dizem que você não está ouvindo bem

Tags: Saúde , Fitness , Academia