Exagerou nas festas?

Bookmark and Share

Dicas para desintoxicar o organismo.

Para muitas pessoas, as festas de fim de ano são sinônimos de confraternização com entes queridos e também o período em que a dieta fica em último plano e a “comilança” é liberada.

É a época que todos ficam muito expostos as tentações e sentem-se livres para cometer alguns excessos. Porém o resultado indesejável pode surgir não só no ganho rápido de peso, ele também vem através de uma intoxicação, gerada pelo acúmulo de toxinas, gorduras, açúcares, conservantes entre outros componentes, que sobrecarregam o fígado e inflamam o tecido adiposo.

Em resposta a esse exagero, nosso organismo pode apresentar sintomas como: intestino preso ou diarreia, gosto amargo na boca ao acordar, baixa resistência imunológica, dores de cabeça, inchaço, alergias e indisposição. Se você faz parte do grupo que não conseguiu resistir aos panetones, pernis, rabanadas e afins não desanime, a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão Cynthia Bassi orienta a como correr atrás do prejuízo e recuperar rapidamente o equilíbrio do seu organismo.

 

A dieta desintoxicante – Detox - não deve ser feita com a intenção de reduzir peso, embora isso possa acontecer, o intuito é beneficiar o organismo com a inclusão de alimentos de fácil digestão e com propriedades depurativas, agindo especialmente no fígado e intestino, responsáveis pela metabolização e excreção de até 80% dos nutrientes e toxinas.  “Após cometer os excessos, é importante retomar a rotina de alimentação adequada no intuito de eliminar os exageros cometidos, purificar e dar energia ao corpo, além de melhorar a digestão e absorção de nutrientes, acelerando o metabolismo e diminuindo a sensação de mal estar”, explica a profissional.

 

“A dieta detox quase sempre é hipocalórica e pode não atingir todas as necessidades de vitaminas e minerais, por isso deve ter tempo determinado e não ser adotada de forma permanente”, orienta a nutricionista.

 

Nesse momento, é fundamental lembrar das fibras, que são carboidratos não digeridos pelo organismo e que auxiliam o seu bom funcionamento, especialmente na limpeza e regulação do intestino, “Elas são encontradas em alimentos integrais como biscoito, arroz, pães, aveia, açúcar mascavo, linhaça e cereais em geral”, esclarece a nutricionista Cynthia.

 

Frutas, verduras e legumes, também devem compor o cardápio, por conterem poucas calorias e serem ricas em nutrientes. “A melancia que além de refrescante é diurética, o abacaxi que auxilia na eliminação de impurezas, o gengibre melhora a digestão, fortalece o sistema imunológico e combate a constipação intestinal; a berinjela tem ação digestiva e laxante e a couve que estimula a produção de enzimas, ajuda na eliminação de toxinas e é fonte de vitamina B que facilita o metabolismo dos macronutrientes” diz a profissional.

 

“Frutas cítricas, como o limão, laranja, kiwi e acerola possuem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade. Os peixes e chás, também devem estar presentes no período pós-páscoa”. A hidratação deve ser reforçada, por isso a nutricionista indica o consumo de oito a dez copos de água ao dia, para auxiliar na eliminação de toxinas.

 

Para obter um resultado mais eficiente na desintoxicação, alguns cuidados são recomendados para melhorar a resposta do organismo às mudanças, “Cerca de três dias antes, retire o café da dieta, para que a cafeína não atrapalhe a ação da enzima citocromo, responsável pela eliminação de toxinas e nesse período prefira alimentos orgânicos, que são livres de agrotóxicos”, ensina a nutricionista.

 

Além disso, alguns alimentos devem ser consumidos com moderação nessa fase, é o caso do leite, pães e massas, que devido à presença de lactose e glúten, tem digestão lenta e ação inflamatória, e das carnes vermelhas que tem maior quantidade de toxinas.

 

Evite também os seguintes alimentos:

 

  • Açúcar e mel
  • Refrigerantes e bebidas alcoólicas
  • Alimentos industrializados
  • Embutidos, manteiga e margarina
  • Frituras e guloseimas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A reintrodução desses alimentos deve ocorrer de forma lenta e em quantidade controlada, após o período da dieta, que dura em média de 3 a 7 dias, é indicado também que um nutricionista auxilie o paciente a explorar os alimentos funcionais e individualizar seus hábitos e necessidades. Em resumo, é importante lembrar, que uma dieta balanceada e saudável, pode sim conter alimentos típicos de fim de ano, basta prestar atenção na quantidade consumida.

 

Abaixo segue uma sugestão de cardápio desintoxicante para três dias:

 

1° dia

2° dia

3° dia

 

Café da manhã:

1 copo de leite de soja light

1 fatia de pão sem glúten com 1 colher rasa de requeijão light

½ mamão papaia com 1 colher de sobremesa de semente de linhaça

 

 

Lanche:

1 taça pequena de salada de frutas 

1 copo de água de coco

 

 

Almoço:

1 prato de sobremesa cheio de salada de folhas verdes + tomate+ cenoura ralada + salsinha + pepino, temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

2 c. de sopa de arroz integral  ½ concha de feijão

1 posta média de filé de pescada grelhado

1 fatia fina de melancia

 

 

 

Lanche:

1 copo de suco verde (1/4 de folha de couve + 1 c. de sopa de salsinha + 1 fatia de abacaxi)

2 castanhas do pará

1 fatia de queijo branco +

 

 

 

Jantar:

1 prato de mesa de salada de repolho + beterraba ralada + tomate temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

1 fatia de batata doce cozida

1 sobrecoxa assada sem pele

1 taça de gelatina diet

 

 

 

 

Ceia:

1 fatia de pão light com 1 colher de geléia

1 xícara de chá de dente de leão

 

Café da manhã:

1 copo de vitamina de abacate (2 c. de sopa de abacate +  1 colher de aveia + 1 pote de iogurte natural desnatado )

2 torradas integrais com queijo cotagge ou ricota temperada com tomate e sálvia

 

Lanche:

1 pêra com casca

1 copo de limonada com adoçante

 

 

Almoço:

1 prato de sobremesa cheio de salada de couve crua picada com nozes e cenoura ralada temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

2 c. de sopa de arroz integral  ½ concha de lentilha

1 posta média de salmão assado com suco de laranja

1 c. de sopa de acelga refogada com alho

1 maçã pequena

 

 

Lanche:

1 copo de suco batido com 1 fatia de melancia + 1 fatia fina de gengibre e água de coco

6 amêndoas

 

 

 

 

 

Jantar:

1 prato de mesa de salada de alface americana + tomate + vegame cozida + ½  lata de atum sem óleo + 1 ovo cozido + 1 c. de chá de gergelim temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

 

 

 

 

Ceia:

1 banana assada com canela

1 xícara de chá de cavalinha

 

Café da manhã:

1 copo de suco de laranja com cenoura e beterraba

1 fatia de pão integral

1 fatia de queijo minas

1 fatia fina de melão

 

 

 

Lanche:

1 goiaba +

3 castanhas de caju

 

 

 

Almoço:

1 prato de sobremesa cheio de agrião + tomate + nabo ralado + grão de bico cozido temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

2 c. de sopa de arroz integral com brócolis

1 filé de frango grelhado

1 fatia fina de abacaxi

 

 

 

 

 

Lanche:

1 copo  de suco de couve com laranja lima

1 nozes

 

 

 

 

 

 

Jantar:

1 prato de mesa  de salada de folhas verde + couve flor cozida + cenoura cozida + salsinha temperada com 1 c. de chá de azeite de oliva e vinagre

1/2 berinjela recheada com carne de soja ou frango desfiado com molho de tomate

 

 

Ceia:

1 kiwi

1 xícara de chá de camomila

 

 

 

 

Tags: Ressaca